Lei da Semeadura

“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. E não cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido” (Gl 6.7-9). Esta é a advertência do apóstolo Paulo aos gálatas a respeito do que semearmos na carne ou no Espírito.

       A lei da semeadura é um princípio universal. Isso significa dizer que atinge todos nós, pois não faz distinção entre raça, gênero ou idade. Não importa em que situação você se encontre; sua vida é regida por ela, que é imutável. Ela não pode ser alterada ou manipulada. A única coisa que podemos fazer, é entendê-la e usá-la a nosso favor. A Bíblia é categórica: “Porque semearam ventos e segarão tormentas” (Os 8.7).

       Jesus declarou em Lucas 6.44,45: “Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos de espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos. O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca”. Aquilo que é semeado, isso será produzido. A semente de feijão sempre gerará o grão deste cereal.

       Qualquer semente gerará vários grãos na colheita. O caroço de manga, plantado, no seu devido tempo, tornar-se-á uma frondosa árvore que produzirá este fruto em abundância, durante muitos anos. Você não pode colher algo que não semeou. Se, porventura, negligenciou em um relacionamento, não pode fingir que de um dia para a noite existirá amor, onde ele não foi semeado. Pelo contrário: surgirá a violência.

       Muitos lares, no Brasil e no mundo, estão desestruturados, exatamente pela falta do amor entre os cônjuges, os pais e os filhos. Estamos ainda atordoados pelo que aconteceu em Blumenau/SC, recentemente, onde quatro crianças foram mortas e cinco ficaram feridas, quando, em um surto psicopático, alguém pulou o muro de uma creche e causou esta carnificina. Qual foi o relacionamento deste assassino, quando era criança, no convívio familiar?

       O mundo, atualmente, colhe o que plantou. Nos Estados Unidos, de janeiro a março, 131 escolas foram atacadas, e 194 pessoas perderam suas vidas. Nos anos 70, do século passado, semearam a violência através dos vídeos-games e dos filmes de super-heróis, que eram imbatíveis, e matavam todos os que encontravam pela frente. Agora, este vento tornou-se uma tempestade que está fora do controle, pois não se sabe o que fazer para coibir este grande mal.

Pr. Antonio Mardonio

1º vice-diretor e editor-chefe do Ceifeiros em Chamas

Postagens relacionadas

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top